***Por trás dos bastidores***

Eis que fecha a cortina do teatro, o espetáculo acabou. Entre e comente, a porta dos bastidores está aberta!

Friday, December 29, 2006

Feliz Dia Novo, tenha um Novo Ano Novo!!!

Chegou o fim do ano, o mundo inteiro praticamente pára para os preparativos do natal e reveillon. Os presentes já foram entregues, agora é hora de comprar uma nova roupa branca, dizem que dá azar usar roupa velha na virada do ano. Se você acha que champagne tem gosto amargo, passe a gostar a partir de agora e abandone a vodka misturada com coca cola pelo menos uma vez no ano. Pague aquela viagem maravilhosa, faça a contagem regressiva, espere sua amiga dar um beijo de um minuto no namorado dela (sim, você esqueceu seus pais em casa) e receba com um minuto de atraso um abraço acompanhado de "Feliz Ano Novo!". Um novo ano começou, novos planos, nova vida... é essa a intenção não é mesmo? Em novembro você não entrou na ginástica e nem na aula de violão, a gente deixa tudo pro ano que vem, o ano tá acabando e você acabaria matando as aulas nas férias. Você acorda dia 29 de dezembro e pensa: "O ano tá acabando, tenho que preparar meu mais novo destino". Agora me responde uma coisa, por quê deixamos tudo pro ano que vem? Por quê nos preparamos tanto para rituais, sendo que na maioria das vezes não fazemos nada como planejamos ou como deveria ser feito? Por quê desejamos "Feliz Ano Novo" e não desejamos "Feliz Dia Novo" ou "Feliz Agora"? Adoro natal e ano novo, adoro escolher a melhor roupa, o melhor perfume e fazer a melhor maquiagem, mas tudo que desejo naquele minuto após a contagem, é o que desejo todos os dias do ano. Quero desejar a você muita paz, amor, sabedoria para lidar inclusive com o amor, que você saiba distinguir amor de paixão, que você pense antes de fazer qualquer coisa, que tenha equilíbrio, saúde, doçura, gentileza, amigos, família, que aprenda que momentos de solidão fazem bem, Deus, alegria, respeito, pensamentos positivos, maturidade, evolução e Você! Saiba viver com você. Desejo isso tudo não só no ano novo, mas todos os dias. Não deixe mais nada pro ano que vem, faça sempre um "Feliz Dia Novo" todos os dias. Se você já organizou a sua vida pensando no ano que vem, que você realmente tenha um "Novo Ano Novo!" e que consiga cumprir tudo que deseja. Desce a vodka com coca cola, acho que sou a única pessoa que não gosta de champagne, eca! Antes que eu me esqueça, o melhor ano que tive em toda a minha vida passei a virada debaixo de chuva na praia de Copacabana, vestida toda de preto. Adoro quebrar regras. Beijos e obrigada por visitar por trás dos bastidores!!!

Sunday, December 10, 2006

*

Eu quase me esqueci

Nossa amizade deve ter mais de dez anos. Tudo bem que não foram dez anos completos, o tempo fez a gente se separar e novas amizades apareceram tanto pra mim quanto pra você, mas isso nunca diminuiu o meu amor. Sempre te vi como uma irmã mais nova, me preocupava com cada dor de cabeça sua e fazia de tudo pra te ver feliz. Fazia não, faço. Engraçado como a gente dizia que nunca ia se separar, várias pessoas aparecem em nossa vida mas nem todas ficam. Hoje vejo que não é bem assim, as pessoas que ficam são aquelas que realmente levaram a sério a promessa de uma amizade pra todo sempre. Quase morri do coração quando você me ligou chamando pra sair. Não imaginava que a gente ficaria tão descontraída, até parece que o tempo não passou. Quase me esqueci como você é bonita, da sua mania de mexer no cabelo, da sua risada, da forma como você estala o pescoço, quase me esqueci de você. Não importa se o tempo passou, o que importa é que nada mudou. Hoje você tá aqui de novo, seu nome saiu da minha memória e voltou pra minha boca. "Você dividiu comigo a sua história e me ajudou a construir a minha". Só tenho a dizer obrigada, obrigada por voltar trazendo boas lembranças, obrigada por ser minha amiga e obrigada por fazer parte da minha vida. Ainda bem que eu quase me esqueci, mas não cheguei a esquecer de vez. Eu te amo tá?
*
*
"As pessoas vão esquecer o que você disse, vão esquecer o que você fez, mas jamais vão esquecer o que você as faz sentir."
*
*
Esse texto foi escrito para minha amiga Ju Baccarini, amizade que nasceu na quarta série do colégio e vai durar pra sempre, se Deus quiser! Beijos!

Sunday, December 03, 2006

100 palavras, sem palavras

Outro dia parei pra pensar o tanto que damos nome errado pras coisas. Minha amiga tava "ficando" com um menino, mas um só ficava com o outro, um só vivia grudado no outro e diziam ser apenas "ficantes". Algum problema com a palavra namoro? O impacto que as palavras causam nos impedem de viver. Os dois eram praticamente namorados, só faltava o nome certo. Quando descobriram isso, se separaram. Qual o problema desse povo? (me incluo nesse povo). Somos levados por teorias demais, a gente usa muito "acho", "talvez", "se" e não vivemos. Já viram o filme "A dona da história"? Peguem na locadora agora. Queremos o tempo todo ser a dona da nossa história, queremos controlar tudo e todos. Pode até ser legal ter o controle de tudo, mas será mesmo que temos esse controle o tempo todo? Que se dane as teorias, a receita de como fazer uma vida feliz, os nomes, os conselhos, as regras e os conceitos. Posso até me arrepender depois, mas cansei de tentar controlar até mesmo minha respiração com as técnicas que aprendi na yôga. Licença, vou viver minha vida sem me preocupar com palavras erradas nas horas certas. Chega de tentar entender palavras difíceis, de tentar falar bonito e ser um dicionário ambulante. Quero sentir coisas que não vou saber nomear. Estou trocando palavras por sentimentos.

Palavras ao vento - Cássia Eller
"Ando por aí querendo te encontrar
Em cada esquina paro em cada olhar
Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar
Que o nosso amor pra sempre viva, minha dádiva
Quero poder jurar que essa paixão jamais será
Palavras, apenas
Palavras pequenas
Palavras, momento
Palavras palavras
Palavras palavras
Palavras ao vento."
*
*
"Não rimarei a palavra sono com a incorrespondente palavra outono.
Rimarei com a palavra carne ou qualquer outra, que todas me convêm.
As palavras não nascem amarradas, elas saltam, se beijam, se dissolvem, no céu livre por vezes um desenho, são puras, largas, autênticas, indevassáveis." Carlos Drummond de Andrade
*
*