***Por trás dos bastidores***

Eis que fecha a cortina do teatro, o espetáculo acabou. Entre e comente, a porta dos bastidores está aberta!

Saturday, February 24, 2007

Cigana da vida


A verdade é que eu morro de medo de mudanças. Tenho medo mas estou sempre mudando, não entendo isso em mim mas sei que gosto. O dia que larguei os oitos anos de piano pra fazer yôga, não sabia o que falar com minha professora-amiga, as lágrimas não me deixaram abrir a boca. Agora em um ano e meio de yôga eu quero largar e fazer aula de circo, ou pilates, ou voltar pro espiritismo. Voltar pro espiritismo? Eu tô freqüentando igreja evangélica! Será que aquele templo budista aqui perto de casa ainda tá aberto? Deixa pra lá. Sou uma cigana da vida, vou de lá pra cá igual barata tonta. Minha mãe, uma psicóloga e uma cartomante, falam que não consigo terminar as coisas que começo. Falam que tenho medo de enfrentar as coisas mas na verdade não é medo, abandono antes que se tornem chatas. Morro de medo de stress, morro de medo de gastrite nervosa, morro de medo de não viver a vida numa boa. Sei que nem tudo são flores, tem gente aí passando fome, dificuldade, morrendo na fila do hospital, morrendo arrastado por um carro... e eu aqui fazendo mudanças em busca do mundo cor de rosa. Só vou parar de mudar tudo quando tudo estiver em ordem, ou seja, nunca. Não quero mais reclamar e não quero mais ouvir ninguém reclamando, sabe? Queria poder mudar tudo mas como não dá, vou mudando meus passos e cada palavra que falo. Mudo o apelido da minha afilhada, a cor do meu cabelo, o menino que tô paquerando, aumento a esmola que dou pro moço do sinal (como não tenho dinheiro, dou bala e pirulito pra ele), mudo de religião, de voz, de risada, de lazer, tipo de música... mudo tudo! Minha rotina é mudar.

*** Fica com Deus e seja feliz! ***