***Por trás dos bastidores***

Eis que fecha a cortina do teatro, o espetáculo acabou. Entre e comente, a porta dos bastidores está aberta!

Monday, April 09, 2007

Observando a vida alheia


Fulana era uma dessas pessoas lindas, desejadas e traumatizadas. Tinha trauma de alguma coisa, essa só pode ser a única justificativa para tamanha rebeldia. Não sou eu que estou falando, ela mesma assumiu o tanto que era rebelde. Quem sou eu pra falar dela, sempre foi dona dos melhores conselhos, do melhor corpo, cabelo e do coração dos homens mais bonitos. Nunca namorou porque não via graça em ninguém, pegava o carro e viajava com as amigas em qualquer época do ano, não se preocupava em entrar para a faculdade. Criticava casamentos e vida normal. Hoje, berando os trinta anos, Fulana é uma dessas pessoas lindas, desejadas e traumatizadas. Dona dos melhores conselhos mas na prática é dona da frase "faça o que digo e não o que faço". Não namora porque não vê graça em ninguém, o carro não é mais o mesmo, as amigas mudaram assim como todas as pessoas e ela sonha em se casar de branco. Formou em turismo e vive viajando em pensamentos. As meninas mais novas dizem que Fulana é a prova viva que existe vida de solteira após os vinte e cinco anos. Digo que Fulana é a prova viva que nem tudo é cronometrado e não está escrito que em determinada idade você deve fazer tal coisa. Digo que acredito em destino mas também em escolhas. Ao menos ela é uma pessoa feliz, tomara.

*
Dois em um! Demorei pra escrever mas agora escrevi dois textos numa sentada só, o de baixo também é novo, tá?
Beijos e Feliz Páscoa!
*

9 Comments:

Anonymous *Lusinha* said...

Talvez o aproveitar a vida intensamente sem pensar no futuro, nos traga um presente sem alicerces...
Bjitos!

8:43 AM  
Blogger Tiago said...

quanta pretensão a moca achar que é sobre ela que escrevo. prefiro dizer que é sob ela que escrevo. e ela pode confirmar isso.

2:15 PM  
Blogger Késia Maximiano said...

jah te disse q adoro teu blog neh?
bjossss

5:18 PM  
Anonymous Rebeca said...

ai q saudades dos textos...
amei amei amei!!

bjoO

7:51 AM  
Blogger Juliana Marchioretto said...

é... cada um é cada um, né? sem fórmulas!

obrigada pela visita.
bjo

12:55 PM  
Blogger Ácido Poético said...

Muito bom...
Sds,
Brunø

6:26 AM  
Anonymous kaya said...

Oi Luiza! Eu estou amando seus posts! É a 1ª vez que venho aqui e to lendo alguns de seus outros posts :) ADOREI. Voltarei aqui......!!!!

Bom, qto ao texto, é isso o que eu não quero para minha vida, sabe?
...ser linda, desejada, bem-sucedida e... Traumatizada.

Bom, a maioria de nós temos os nossos traumas... mas, apesar disso, precisamos prosseguir na vida...
E prosseguir sem ter alguém especial ao nosso lado é uma tarefa mto árdua!
"Não namora porque não vê graça em ninguém" [isso não é bom]

Sim, temos o poder de escolher nossas próprias veredas e isso automaticamente envolve Perdas e Ganhos.
E se essa mulher é uma pessoa feliz, eu tbm torço que sim! Tomara, né? :-)

Beijos =******

http://livre-essencia.blogspot.com

1:41 PM  
Blogger Sheila Palitu said...

Bom adorei os seus post...
Mas esse especifico nao sei pq combina comigo rs*
Talvez seja trauma, talvez nao, talvez seja apenas a vontade de ser livre!
Abraços

7:15 AM  
Blogger Marcelo said...

adoro os seus textos!
escreva mais por favor, é mto bom ler, abre a minha mente!

8:58 AM  

Post a Comment

<< Home