***Por trás dos bastidores***

Eis que fecha a cortina do teatro, o espetáculo acabou. Entre e comente, a porta dos bastidores está aberta!

Monday, July 30, 2007

Outras mudanças


"Eu comecei minha faxina. Tudo o que não serve mais (sentimentos, momentos, pessoas) eu coloquei dentro de uma caixa. E joguei fora. (Sem apego. Sem melancolia. Sem saudade). A ordem é desocupar lugares. Filtrar emoções. E fazer uma espécie de Feng - Shui na alma."
Que bons ventos tragam novas - e maravilhosas - energias!!!!
(Fernanda Mello)
*
*
Desordem
"A desordem é completa. O tempo arrancou qualquer certeza e a inquietação é extrema.Todos os sentimentos confortáveis do passado estão beirando o precipício e nada mais sacia como antes. Tudo nos condena ao risco, ao desconhecido.Tudo se rendeu ao caos, ao espontâneo..."
Sim, finalmente, vamos começar a nos divertir.
(Marla de Queiroz)
*
*
Mudanças evolutívas, estava pensando em colocar isso como título desse novo texto, mas assim tá bom.
"Assim tá bom" é uma frase muito usada por pessoas que não gostam de mudanças, mas o interessante é como as coisas fluem sem que a gente perceba. Parece mesmo uma evolução, aprendizado... as coisas acontecem de uma forma tão natural em alguns momentos, somos levados pela correnteza e quando assustamos já tomamos escolhas e mudamos a rota do caminho sem sentir.
O que quero mostrar é que não devemos ter medo, podemos mexer, mudar e transformar muitas coisas. Podemos mudar de casa, emprego, romance, tipo de roupa, diversão e até mesmo estilo de vida, pensamentos e sonhos. Não quero entrar no assunto destino, futuro reservado... me embaralho algumas vezes pensando nisso, mas sei que existe escolhas e são essas escolhas que nos transformam, de uma forma ou de outra elas tem influências sobre nós. Certamente cabe a nós fazer dessa mudança algo bom ou ruim, lucrativo ou um atraso. Pode não ser fácil mas vale tentar, experimente! Se permita ser mais feliz, aprenda a voar.
*
*
Gente, muito obrigada pelo tanto de comentário no texto anterior, amei! Tô ficando cada dia mais chique, até "Prêmio Blog com Tomates" eu ganhei! A Kaya Barros do blog Livre Essência que me deu! êêêêêêêê!!! Quando aprender a linkar não vou me esquecer de ninguém, adoro ler vocês também! Beijos!

Monday, July 02, 2007

Coisas que realmente valem


Ultimamente tenho pensado como as pessoas estão desesperadas pela procura do ideal, pela necessidade de se encaixar e pela vontade de serem escolhidas. Quase nada anda natural.
Outro dia fui comprar refrigerante e na volta a sacola arrebentou. Corri avenida abaixo com meu cabelo atrapalhado, meu chinelo, minha calça larga e meu moleton velho tentando pegar a garrafa. Quando consegui, escutei uma voz dizendo: "Segura Lu, a sacola tá viva!" Sim, era meu ex rolo, ex ficante ou sei lá o que as pessoas falam. Comecei a rir e lembrei o quanto ele não fazia parte da minha vida. Dentro daquele carro importado tinha um homem legal e rico ao lado de uma mulher arrumada e bonita que me olhava com ciúmes. Troquei meia dúzia de palavras com eles e fui embora. Não quero dizer que eles são as pessoas desesperadas que citei no início, mas essa cena me deixou muito feliz quando me vi do outro da história, ali na rua segurando uma sacola rasgada.

Algumas pessoas fazem de tudo pra conquistar e segurar outras, não sabem dar valor a coisas simples pelo simples fato de serem coisas simples. Querem o que tem de mais chique, de mais caro. Não dão sorrisos se não ganham nada em troca. Um mundo de interesses e joguinhos, de sonhos comprados pelo cartão de crédito. Seria ilusão a minha acreditar que nem todos são assim? Espero que não. Quero acreditar que existem pessoas que são verdadeiramente naturais, que sabem amar coisas simples que não se compra com dinheiro. Quero acreditar que aquele casal dentro daquele carro são pessoas de coração bom que gostam de amor além de status, que são pessoas não envenenadas pela vontade de aparecer e andar na rua banhadas a ouro. Quero continuar sorrindo pro porteiro, pro lavador de carro e pro moço da cadeira de rodas do sinal. Quero poder correr descabelada pela avenida sem me preocupar com os carros importados parados no mesmo sinal do moço da cadeira de rodas. Minha afilhada de quatro anos adora dar bala pras crianças pobres e isso é uma das minhas maiores alegrias. Adoro ver que as coisas boas que faço servem de exemplo pra ela. Adoro quando vejo que "modinhas" não chamam minha atenção. Não importa se estou de salto alto, cabelo arrumado com creme da Kérastase, perfume Dolce e Gabana, creme pro rosto da Lancôme, maquiagem Artdeco, bolsa Chanel ou outras coisas que sinceramente não sei nem mesmo como escreve. O que importa é que quando uso essas coisas continuo a mesma pessoa de sempre, a mesma pessoa que valoriza coisas simples e gestos de carinho. Sou aquela mulher imperfeita que fez cursos de maquiagem mas conta pra todo mundo como é seu cabelo realmente. Aquela que tem dó do pai e faz a própria unha pra não precisar pedir dinheiro (eu não trabalho). Sou aquela que assina a revista Marie Claire e ensina piano pro porteiro que ama música clássica. Muitas coisas boas o dinheiro não compra.
Simples como tento ser. Sou eu e mais nada. E você?
*
*
*
Gente, o Bruno do blog Caixa Preta colocou um texto meu no "Sarau da Sexta" do dia 29 de junho, dá uma olhada!!! êêêêêêêêêê... amei!!! Brigadinha Bruno, isso pra mim realmente vale!